Varandas Sobre o Mar

by | 5 Jan, 2024 | Algarve, Lugares, Natureza, Províncias, Rotas e Caminhos

Monumentos

Natureza

Povoações

Festas

Tradições

Lendas

Insólito

Varandas Sobre o Mar, que deleitoso nome arranjaram para um percurso que liga a Praia do Vau às arribas da Praia João de Arens e da Prainha, numa de dar outra perspectiva sobre as enseadas e o Atlântico. Para quem quer conhecer as falésias de Portimão, não há melhor.

As varandas sobre o mar e o sol no horizonte

No concelho de Portimão, os despenhadeiros vão e vêm. Se começarmos pela Praia da Rocha damos conta de uma pequena arriba a marcar o início do areal. A sua altitude vai aumentando à medida que o olhar segue para ocidente. Do promontório dos Três Castelos para oeste, as falésias apenas folgam junto à Praia do Vau, e é exactamente nesse ponto de nível zero que começa o trilho Varandas Sobre o Mar. Vai daqui até àquele pontão de rocha calcária lá à frente, enferrujado pelos milénios e coroado de um verde que se adivinha de pinheiro. É uma calcorreada em direcção a poente, nem sempre bem assinalada, mas onde, tendo o mar como referência, ninguém se perde.

A caminhada é um crescendo em duplo sentido – um crescendo físico, na subida dos alcantis; e um crescendo emotivo, na sucessão de édens que miramos à nossa esquerda. Primeiro, a Praia do Alemão e toda aquela frota de leixões a picotar a superfície atlântica. De seguida, a Ponta João de Arens, miradouro para a bela praia homónima. Depois, os algares esculpidos em profundidade, casa provisória de piscos, gaivotas, garças. Segue-se novo miradouro, agora para a fragmentada Praia do Submarino. A Praia dos Três Elefantes, de tão afundada que é, escapa ao viajante, mas no extremo do estirão conseguimos fisgar o isolamento da Prainha, uma das mais bonitas da costa entre Portimão e Alvor.

O mar é tão hipnotizante que nos esquecemos de olhar para norte, onde fica o chão de cacto e chorão, o aldeamento de inglês e alemão, a estrada de terra e alcatrão. O circuito é circular. Permite, se fizermos questão disso, afastarmo-nos um pouco das arribas para voltar ao ponto de partida. Ainda assim, o magnetismo do Atlântico, como na força da maré vazante, puxa-nos para a margem. No meu caso, o retorno é feito pelo mesmíssimo carreiro usado para chegar aqui. E assim que deixamos o pontão João de Arens, mal nos acercamos da Praia do Alemão, podemos até fazer incursões até à areia, não custa nada.

Uma nota final. O percurso segue o rumo do sol. Como tal, guarde-se o fim da tarde para lhe tomar o pulso, porque assim teremos um céu de magenta no horizonte, ali para trás da baía de Lagos. O Algarve é para se ver assim, num turbilhão de doirados, turquesas e rubis. As cores das férias de Verão.

Vista para o mar no percurso Varandas Sobre o Mar

O fascínio do mar

O rochedo do submarindo e as falésias da praia homónima

Praia do Submarino com a Torralta ao fundo

Portimão – o que fazer, onde comer, onde dormir

Um curto roteiro com tudo o que é fundamental conhecer no concelho de Portimão. As viagens, os repastos, os repousos. Assim não há desculpas. É aprontar as malas e...

Mapa

Coordenadas de GPS: lat=37.1195​; lon=-8.55478