^

Árvore de Natal de Viana do Castelo

by | 5 Dez, 2017 | Culturais, Minho, Províncias, Tradições

Monumentos

Natureza

Povoações

Festas

Tradições

Lendas

Insólito

Em Viana, ou Biána como muito carinhosamente as gentes do sul gostam de a chamar, a coisa faz-se de outra forma. A Árvore de Natal de Viana sabe melhor. Por muitas razões, mas mais que tudo por ser uma árvore verdadeira, unindo assim o homem à natureza – como se quer de um símbolo tão pagão como este é, em contraste com o presépio, de cariz cristão.

A maior árvore natural da Europa

Todos os anos, normalmente na Sexta-Feira anterior ao feriado da Imaculada Conceição, uma Araucária Excelsa centenária e com meia centena de metros de altura é decorada com bolas, estrelas, e luzes – tudo em muito, a menos que os anos sejam de contenção.

A preparação é feita uns bons dias antes, habitualmente por dois rapazes que, aparentemente, gostam de viver no limite – e valha-lhes a inconsciência porque toda a cidade de Viana do Castelo agradece.

Se ano após ano discutimos qual a maior árvore de Natal do país, estando esta sempre a mudar de concelho para concelho, e sabendo de antemão que é irremediavelmente artificial, esquecemo-nos de perguntar qual a maior árvore de Natal a sério, isto é, natural. O município vianense alegra-se em dizer que é esta – e não só a maior de Portugal, mas até a maior da Europa.

Uma coisa é certa: nunca muda, e todos os anos sabemos onde ela está – até já virou património de interesse público. Situa-se bem próxima do elevador de Santa Luzia, numa esquina da Avenida 25 de Abril com a Rua Doutor Tiago de Almeida.

O costume começou nos finais do século XX e dura até agora. Em 2018, excepcionalmente, não houve iluminação, e foram dadas boas razões para isso – a verdade é que, sendo vítima de novas roupagens todos os meses de Dezembro, a árvore começava a dar ares de desgaste, sobretudo nos seus ramos que vão cedendo à força humana.

Siga-nos nas Redes Sociais

Viana do Castelo – o que fazer, onde comer, onde dormir

Viana do Castelo, última estação do rio Lima e famosa pelo coração que já é símbolo nacional, dispõe das melhores praias do norte, salvaguardando que nem sempre se fazem acompanhar com o melhor dos climas, como a Praia da Arda e a Praia de Afife, vizinhas uma da outra, e de grande beleza, escapando aos areais mais pedregosos a sul.

Nos rios há vários poisos onde se pode ir a banhos. A Cascata do Pincho, mais para dentro, na Montaria, que em dias quentes é bastante concorrida. Ou o Poço Azul, mais perto de Viana, e curiosamente mais tranquila do que a primeira.

Para os lados da sede de concelho, não se pode perder a mais famosa romaria do país - a Senhora da Agonia, todos os anos no mês de Agosto (difícil mesmo é ter onde ficar, tal a procura). O Santuário de Santa Luzia, guardião de toda a cidade, bem como o castro homónimo que lhe é anexo são de ida imperativa. No Natal, Viana do Castelo tem como tradição decorar sempre a mesma árvore na Avenida 25 de Abril. E não esquecer de se experimentar a cozinha da Tasquinha da Linda, junto à lota - preços acima da média mas compensatórios.

As dormidas em Viana do Castelo têm boa oferta. Na cidade, sugerimos a Casa Manuel Espregueira e Oliveira, uma luxuosa habitação oitocentista entretanto requalificada, e o Hotel FeelViana, do outro lado do Lima, com arrojada arquitectura em madeira. Mais para dentro, recomenda-se a Casa do Monte de Roques, com piscina e circundada por vinha (conforme o calendário, podemos ajudar na colheita) ou a Casa da Reina, rústica e também com direito ao vinho da casa.

Mais ofertas para Viana do Castelo em baixo:

Booking.com

Mapa

Coordenadas de GPS: lat=41.69711 ; lon=-8.82935

Siga-nos nas Redes Sociais