Montado Alentejano

O montado, que existe em larga escala nas regiões do centro-sul e sul de Portugal, sobretudo no Alto e Baixo Alentejo, é uma espécie de floresta montada pelo homem. A própria palavra o indica: estamos perante uma montagem, que assenta numa árvore especial, o sobreiro, e na sua alternação com outras de outro tipo, sendo estas quase sempre a azinheira. É assim um bosque ordenadamente alinhado e organizado, planeado estrategicamente pelo homem alentejano, que visa proteger o sobreiro, responsável pela produção de cortiça e pelo papel de destaque que Portugal tem como maior exportador desta matéria.

A biodiversidade dos montados é muitas vezes apontada como exemplo a seguir, pela prevenção que traz aos fogos (o sobreiro é tem uma impermeabilidade digna de super herói), pelas ervas aromáticas que o envolvem (mais tarde matéria-prima para produtos de referência como o mel), ou pelas espécies animais a que dá guarida, como é o caso do porco alentejano ou da cabra serpentina.

Não é demasiado referir que os montados não são pequenas ilhas espalhadas pelo Alentejo. Há casos em que são tão vastos que dá vontade de dizer que o montado é o Alentejo. Difícil será separar a imagem que temos desta província portuguesa da imagem que temos destas florestas de sobreiros e azinhos.

Comentários

(251 Posts)

Um tipo que não desiste de dar a conhecer aos portugueses um país que eles mal conhecem: Portugal.