Rosa dos Ventos de Sagres

Situada bem dentro do Cabo de Sagres, este círculo ainda é hoje motivo de debate e de teorias pouco ou nada consensuais, quer quanto à sua utilidade, quer quanto ao seu simbolismo, quer quanto à sua carga mística. Uns aproveitaram-na para mitificar as descobertas portuguesas, outros não a vêem além de um simples relógio de sol.

Tem 43 metros de diâmetro e a sua circunferência faz-se também pelo uso de pedras que geometricamente desenham a roda. Foi desenterrada em 1919. Inicialmente associaram-na à escola náutica aqui fundada pelo Infante Dom Henrique. Sabe-se hoje que tal escola, pelo menos num sentido literal, não existiu.

Há quem a veja como um gnómon gigante, isto é, um relógio solar de proporções megalómanas, tendo por base o apoio à actividade naval deste lugar, mesmo em questões de estratégia militar.

Mesmo considerando a rosa dos ventos nesta base mais prática e utilitária do termo, há que não ofuscar as hipóteses tidas como mais esotéricas atribuídas a um objecto que é inequivocamente misterioso. E provavelmente é este o encanto desta rosa: o nunca sabermos exactamente o porquê de existir.

Mapa e Coordenadas de GPS: lat=37.000193 ; lon=-8.947830

Comentários

(295 Posts)

Um tipo que não desiste de dar a conhecer aos portugueses um país que eles mal conhecem: Portugal.

Deixar um comentário...