Mata da Albergaria

Na zona fronteiriça que separa o paraíso natural do Gerês da sua contra-parte espanhola do Xurés, localizada na mesma zona da cascata da Portela do Homem, encontra-se a Mata da Albergaria, uma das mais belas matas deste parque natural. Esta é constituída por um carvalhal que é um dos exemplos mais bem conservados da floresta autóctone atlântica que caracteriza o norte de Portugal. A mata não é imediatamente evidente ao passear pela estrada que passa pela Portela do Homem e que vai ter à fronteira. No entanto, nessa mesma estrada encontra-se um caminho vedado a carros através de uma corrente, o qual nos leva a uma verdadeira floresta encantada.

Uma agradável caminhada pela mata, riquíssima em vegetação protegida por uma densa floresta de carvalhos seculares, é acompanhada pelo percurso de um belo ribeiro. Pelo caminho, este ribeiro vai criando diversas cascatas e piscinas naturais de água cristalina, habitadas por imensas rãs que não se fazem rogadas em fazer-nos companhia num mergulho fresco. Visto a Mata da Albergaria localizar-se num ponto alto da serra, em algumas das piscinas naturais podemos desfrutar do sol até altas horas da tarde, apreciando a bela paisagem preenchida de verde pelas copas das árvores enquanto nos banhamos nas águas puras do ribeiro.

Gerês

Mas a sensação de presença num autêntico conto de fadas não se fica por aqui. Durante o mês de Agosto brotam amoras doces nos mais diversos pontos da mata, quase justificando que se pense em voltar com um cesto. Num passeio pode-se facilmente ser surpreendido por um grupo de cavalos garranos a alimentarem-se pacificamente da flora da área, plenamente serenos e indiferentes à passagem humana. Nem um pequeno cheiro do passado escapa a ser encontrado na mata: a meio da caminhada encontram-se os vestígios da Geira (via romana) que atravessa o Gerês e é visível através da presença de marcos miliários, congelados pelo tempo e a acrescentar mais magia à aura mística do bosque.

Considerada uma reserva biogenética e natural no continente Europeu, a Mata da Albergaria é uma das jóias que mais brilha no enorme tesouro que é o Parque Natural Peneda-Gerês, e que parece transpor para a realidade um local que só pensaríamos possível na nossa imaginação ou num livro de fantasia. Por estes motivos, é um local que merece um passeio pautado pelo nosso maior respeito e admiração pela Natureza que nele está contida.

Gerês

 

Mapa e Coordernadas GPS: lat=41.766922 ; lon=-8.146498

Comentários

(33 Posts)

Investigador da Universidade Nova de Lisboa nos âmbitos de literatura medieval, culturas e mitologias europeias.