Festa do Vinho do Cartaxo

O brasão – esse símbolo que nos conta em imagens alguns segredos que muitas palavras não revelam – da cidade do Cartaxo não engana ninguém: vemos quatro cachos de uvas no escudo, um em cada ponta, dois deles com uva tinta, os outros dois com uva branca. Estamos em terra de vinha, está visto, e é por aí que compreendemos a magnitude da Festa do Vinho do Cartaxo.

Acontece no final do mês de Abril ou no início do mês de Maio, tal como muitas outras feiras vinhateiras que correm o país – a do Alvarinho, o vinho verde de eleição, no extremo norte minhoto, dá-se por esta altura também. A sua origem remonta ao ano de 1988 e tinha como objectivo concentrar e premiar os melhores vinhos regionais. O que hoje ainda acontece, mas com extras.

O evento foi crescendo em público e foram-se somando outro tipo de actividades paralelas: começando na gastronomia local, concertos, por vezes sevilhanas (ainda está por explicar esta afinidade ribatejana com a Andaluzia) e a tourada da praxe, à portuguesa, com cavaleiros e forcados, ou não fosse esta uma das mais ribatejanas terras do Ribatejo.

A cultura do vinho no Cartaxo tem séculos de existência. Nem se sabe bem quando começou. Os romanos são sempre os suspeitos do costume, nestes casos. Sabemos apenas que deu um pulo na altura em que o rei português as isentou de impostos. E desde aí foi ver estes terrenos, agora alguns já muito perto do caos urbanístico, mas outros, ainda assim, na paz da lezíria ribatejana, dar parra para muita uva.

Num pavilhão organizado para a Festa do Vinho do Cartaxo com o intuito de nos dar a conhecer os produtos vinícolas regionais podemos prová-los a todos – ou quase todos, e normalmente ultrapassam as cinco dezenas de expositores -, o que é um verdadeiro desafio à sobriedade, sobretudo quando os vinhos noctívagos teimam em não nos deixar ir dormir, sempre na ânsia de provarmos um que seja melhor do que o anterior.

No ano de 2017, acontece de 1 a 3 de Maio, no Pavilhão Municipal de Exposições – o programa da Festa do Vinho do Cartaxo 2017 pode ser visto aqui.

Comentários

(274 Posts)

Um tipo que não desiste de dar a conhecer aos portugueses um país que eles mal conhecem: Portugal.